A Festa ocorreu pela primeira vez em 2017, quando, Babá Rivas Ty Ògìyàn (F. Rivas Neto) concebeu o projeto artístico-cultural de pintura a ser realizado nos muros do Ilé Funfun Àṣè Awo Oṣo Òògun, painel então denominado "A Corte dos dos Òrìṣà", com representação dos deuses e das deusas das religiões afro-brasileiras, especificamente do núcleo dos Candomblés, como iniciativa de compartilhar e divulgar a toda a coletividade a cultura afro-brasileira, com apoio da Prefeitura Municipal de Itanhaém. A iniciativa pautou-se no histórico de fomento à cultura propugnado pela OICD, que foi mantenedora da primeira e única instituição de ensino superior autorizada, credenciada e reconhecida pelo MEC, a Faculdade de Teologia com Ênfase em Religiões Afro-brasileiras (FTU).

  Deste modo, o painel incorporou-se ao patrimônio cultural de Itanhaém e a primeira edição da Festa contou com a participação de autoridades da cidade, como vereadores, além de artistas de Itanhaém e região. No evento houve apresentação da Escola de Samba U.A.I., de Itanhaém, de grupo de capoeira, da Editora Arché, especializada em publicações voltadas à cultura afro-brasileira, além de barracas com culinária típica, como acarajé, e de artesanato.

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações

© 2019 Ordem Iniciática do Cruzeiro Divino - Desde 1970

Siga a OICD:

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram